segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Estádios Vazios Por Que?



Ontem (Domingo 28/08) foi um dia atípico para o futebol nacional, teve clássicos em todos os maiores centros do mercado brasileiro da bola. Alem do protesto contra o eterno dirigente "da bola" por aqui, intitulado #ForaRicardoTeixeira, que apesar do grande número de adeptos nao contou com a cobertura isenta da grande imprensa, outro fato me chamou a atenção: a violência. Bom, a imprensa em coro costuma dizer que o torcedor tem deixado de ir ao estádio por conta da violência. Mas, será que é por isso mesmo? Apesar de toda a rivalidade dos jogos do final de semana, o caso mais grave que aconteceu foi em Presidente Prudente ( que não é a casa nem de Palmeiras nem de Corinthians), onde segundo informações houve um principio de tumulto e logo depois apareceram dois palmeirenses feridos a bala. Não quero dizer que isso seja pouco, mas, se fizermos uma comparação com outros eventos da vida diária, veremos que a violência está em toda parte e nem por isso as pessoas tem deixado de sair a noite, de ir a igreja, de ir ao trabalho. O problema com a falta de torcedores nas arquibancadas esta mais ligada a falta de credibilidade que o esporte passa. Veja como ele é administrado; os interesses de cartolas e patrocinadores, aliados aos distribuidores de conteúdo esportivo levam a um resultado desastroso para o torcedor. Como confiar nos resultados? Como saber se quem esta em campo, realmente é quem tem talento ou simplesmente quem tem "costas quentes"? Alem do mais, tem os horários dos jogos, os preços dos ingressos, a dificuldade para de chegar as praças de jogos, a dificuldade para estacionar e o preço dos estacionamentos, sem falar na falta de craques em nossos times. Com o grande êxodo de jogadores brasileiros para outros países quando são apenas promessa, temos que nos contentar com aqueles que não interessam ao apetite vorás de cartolas e empresários, que trabalham dia e noite para ficarem cada dia mais milionários e deixar nossos campeonatos cada vez menos atraentes. Conclusão; a teoria de que a violência afasta o torcedor pode ate ter um pouco de consistência, mas cai por terra assim que passamos a ver o futebol de forma macro. Torcidas organizadas ou não, apenas nos gostamos de futebol. Cartolas gostam apenas de dinheiro. Salvem o Futebol!