sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Opinião do Lance sobre Nota da #Globo.


L! OPINA: Com Globo, a 'patota' pode ficar mais forte

'Patota' a que se referiu Teixeira pode ficar ainda mais forte com divulgação dos princípios editoriais das Organizações Globo

  
LANCEPRESS!
Publicada em 12/08/2011 às 08:36

É louvável a iniciativa do maior grupo de comunicação do país de tornar públicos os princípios editoriais que regem a prática de seu jornalismo, amplamente divulgados nas diversas plataformas de mídia das Organizações Globo ao longo dessa semana. Mais relevante ainda quando enquadrada num contexto em que o exercício da ética, o respeito ao interesse público e aos valores republicanos dia após dia vêm sendo vilipendiados nos corredores e gabinetes das mais distintas esferas do poder político. E também em muitas esferas do esporte.

O documento da Globo deixa claro os compromissos com a independência e com a isenção. Determina uma prática apartidária, laica, que não se colocará a favor ou contra governos, igrejas, clubes, partidos ou grupos econômicos.

Estabelece, nesse sentido, condutas a serem cumpridas por todos os seus profissionais, em todos os níveis do jornalismo, perante as fontes, o público, os colegas e o veículo para o qual trabalham. Sempre voltadas para a defesa intransigente, entre outros princípios, da democracia, das liberdades individuais e da livre iniciativa, também tão caros a este LANCE! O poder de influência das Organizações Globo, por sua abrangência nacional, tem a força de um canhão. Uma posição conquistada pela credibilidade construída ao longo dos anos, em que os acertos em larga escala superam os erros. O que sai nos telejornais, e nos outros veículos da Globo, ajuda a formar a opinião, a consciência de milhões de brasileiros de Norte a Sul do país. Para os que defendem as causas do bem, sair no Jornal Nacional é uma vitória. Aparecer "mal na fita" deixa em pânico personagens conhecidos da vida pública nacional.

Não foi à toa que o presidente da CBF Ricardo Teixeira, na recente matéria publicada pela revista Piauí, declarou, comentando a série de denúncias contra ele: "Só vou ficar preocupado quando sair no Jornal Nacional". Uma frase dita com a arrogância de quem se acha protegido e capaz de influenciar editorialmente o principal programa jornalístico da televisão brasileira.

Qualidade técnica, competência do quadro de profissionais, o jornalismo da Globo tem de sobra. Não foram poucos os desmandos denunciados na política e no restante da vida do país, gerando punições, cassações e até prisões. De dar orgulho pelo dever cumprido.

Também no esporte existe esta competência e vontade de fazer direito. Ainda assim, em mais de uma ocasião, este LANCE! se sentiu na obrigação e criticou posições da Globo quando julgamos que estas não eram condizentes com os interesses maiores do esporte.

Agora, a publicação dos princípios editoriais e sua aplicação nos temas do esporte em que pese os vultosos e legítimos negócios da emissora nessa área nos enche de esperança.

Confiamos que a prática de um jornalismo pautado pelo interesse do torcedor, pelo crescimento do esporte via profissionalização das entidades e dos clubes fará com que alcancemos o estágio elevado com que sonham os milhões de amantes do futebol e do esporte brasileiro como um todo.

Assim, a "patota" como Teixeira referiu-se a este LANCE!, à Folha de S.Paulo, ao UOL e à ESPN, reclamando das críticas na mesma entrevista à Piauí ficará ainda mais forte ao contar com um aliado de tamanha força.

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/sao-paulo/OPINA-Globo-patota-ficar-forte_0_534546560.html#ixzz1Uoacanzv
© 1997-2011 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A


Não li, e nem faço questão de ler essa nota que a Globo distribuiu a imprensa sobre seus princípios editoriais. Quem acompanha a programação da "Venus Prateada" sabe que a sociedade e vista por ela apenas como cifrões, nada mais que isso, o que ela quer é apenas dinheiro e poder, para assim influenciar cada dia mais, em todos os segmentos. Então, esta nota significa apenas "jogar para a torcida".