sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Nascemos Gênios.

“A imaginação é mais importante do que o conhecimento, pois enquanto o conhecimento define tudo o que sabemos e entendemos atualmente, a imaginação aponta para tudo o que ainda poderemos descobrir e criar.” Einstein

Pesquisas feitas por ilibados cientistas comprovam que todos nascemos com uma genialidade incrível, (raras exceções mostram o contrário). Porém com o passar do tempo vamos perdendo essa capacidade extremamente criativa.
A humanidade viveu durante séculos utilizando como meio de transporte cavalos e carroças, no entanto, por volta de 1900 a sociedade viveu transformações incríveis no campo tecnológico, de lá pra cá as mudanças aconteceram com uma rapidez enorme.
O que explica isso de uma maneira simples, para não entrar em uma discussão filosófica ou mesmo teológica, é o fato de que alguns seres iluminados resolveram ser criativos, passaram a utilizar a imaginação para criar, e com isso transformaram o mundo.
É importante termos em mente que nossa sociedade não gosta de mudanças, normalmente uma pessoa criativa é conhecida como excêntrica.
Nas famílias não se estimulam a criatividade, os pais estão sempre achando que se os seus filhos não estão segundo o padrão estabelecido podem estar com problemas psicológicos.
Nas escolas então nem se fala, quem não segue as regras é considerado um problema e corre o risco até de ser expulso, os docentes não estão preparados para lidar com pessoas que pensam fora da caixa.
Na minha opinião as escolas deveriam ter aulas de criatividade. Estas aulas seriam desenvolvidas para que os alunos soltassem sua imaginação, pensassem formas diferentes para resolverem questões básicas, ou simplesmente relaxassem fazendo algo que gostem.
Na psicologia diz-se que temos dois tipos de pensamento , o divergente e o convergente. O convergente é aquele que nunca discorda, simplesmente aceita os padrões, este é o pensamento que a maioria das pessoas tem. Já o divergente é aquele que critica, discorda, pensa novas soluções para um mesmo assunto. Também podemos chamar estes dois tipos de pensamento de linear e criativo.
Existe uma frase hermética que diz: "O que está em cima é o igual o que está em baixo", na milenar cultura chinesa existe o princípio Yang (masculino, forte), Yin (feminino, frágil). Seguindo essa linha de raciocínio chegamos a conclusão de que temos as duas opções dentro de nós mesmos, sermos lineares, ou sermos criativos. 
Já que fomos criados em uma sociedade que tenta a tido tempo "castrar" nosso lado criativo, resta-nos a boa notícia  de que nunca perdemos nosso lado criativo, bastando para isso exercitá-lo.
Para os cientistas o lado do cérebro responsável pela criatividade é o hemisfério direito, responsável pela intuição, visão e imaginação.
Sejamos criativos, não mais competitivos!
Luciano Nunes Assunção.