segunda-feira, 19 de abril de 2010

Desabafo de um apaixonado

Ah Domingo, dia um tanto monotono, poderia ser um dia de descanso, mas para muitos ja e o principio da segunda feira. Dia de estar com a familia, ir ao parque ou ou apenas ver tv. Domingo 18/04/2010, voce que nasceu tao lindo, com um ceu tao azul, esse sol maravilhoso de outono, por que nos reservou um final de tarde tao vazio? O dia que nasceu tao belo aos poucos foi ficando cinza, algo de tenebroso estava por vir. Alguns podem dizer: "nao leve isso tao a serio, e apenas uma paixao boba", meu caro, nao diga isso a um coracao apaixonado, nao chame tolo aquilo que e o ar do ser apaixonado, nao chames vil aquilo que e venerado pelo outro. Voltemos ao acontecimento; Domingo 16:00 na Vila que ja deu ao mundo Pele, o rei do futebol, o incomparavel, essa Vila tao famosa, reservava uma tarde tragica ao Tricolor paulista, o campeao dos campeoes, o Tricolor mais lindo do mundo, de tao lindas cores teria uma batalha muito dificil, enfrentaria o temivel Santos de Robinho, Neymar e companhia. Fosse uma Guerra e poderiamos pedir um armisticio, pois ja haviamos perdido uma batalha, mas nao era uma guerra, se tratava do futebol, o esporte dos apaixonados, o esporte do acaso, onde nem sempre o melhor vence, o Futebol e um jogo, e onde as paoxoes tem seu apice. O Santos de longe o favorito para o Classico e o mais badalado time brasileiro no momento, e o nosso Tricolor, guerreiro como nunca, tentando mudar uma escrita que para algus ja estava selada. Mas nos, apaixonados, achamos nossa amada sempre a mais linda de todas, a mais honesta, aquela que faz os melhores pratos, entao, confiamos ate o fim que nosso Tricolor Paulista conseguiria ao menos parar a maquina de fazer gol santista, e ate conseguimos ate certo tempo, nossos guerreiros se seguraram como puderam, em nenhum momento foram desleais com os adversarios, apesar de seus dribles desconcertantes e seu futebol que mais se barece um balet classico, muito bem ensaiado, mas que na verdade nao passa do talento de cada um desses jogadores da vila famosa. Depois de Neymar fazer um gol de mao em nosso velho RC de tantas defesas fantasticas e gols, mais numerosos que muito jogador de linha. Neymar, meu bom jovem, voce nao precisava dessa mao de Maradona para tirar a bola do nosso excelente arqueiro, voce ja tem um arsenal de gols em sua curta carreira, nao precisava de mais esse artificio e nosso Tricolor nao merecia mais esse golpe contrario dos deuses pagaos do futebol. Depois disso nosso Tricolor paulista de tantas glorias mais se assemelharia a um Ibis, que a maquina de ganhar titulos que tantas alegrias nos deu e tantas tristezas proporcionou aos nossos adversarios, voce Dagoberto que tanto honra nosso manto sagrado, estava irreconhecivel, como alguem que tomou um sonifero ao inves de agua, e voce Fernandinho, estagiario de craque, ninguem viu seu futebol na vila. Seria desnecessario falar aqui de todos os jogadores e seu perfil na partida, pois os meninos da vila, envolveram nossa SPFC de uma maneira, que nao ha o que dizer dos nossos jogadores, eles viram o Santos jogar. Quero ressaltar aqui que em nenhum momento foram desleais com a equipe da vila, jogaram o feijao com arroz de sempre e viram o aversario fazer o que faz com quem se atreve a passar pelo seu caminho: gols. Tricolor, voce e minha paixao, perdendo ou ganhando estara sempre no meu coracao. Espero, que a partir de agora que nao teremos mais os meninos fantasticos da vila, voce possa brilhar em suas novas batalhas. Salve o Tricolor Paulista, Campeao dos Campeoes....